FAKE NEWS – CUIDADOS A TER.

1 – Desconfiem dos títulos

As falsas notícias têm frequentemente títulos apelativos, em letra maiúscula e com pontos de exclamação. Se as informações do título parecem inverosímeis, provavelmente é porque são mesmo.

2 – Examinem atentivamente o URL

Um URL fraudulento concebido para se assemelhar a um outro pode ser o sinal de um sítio de falsas informações. Numerosos sítios de falsas informações imitam verdadeiras fontes de actualidades, trazendo ligeiras modificações ao URL. Pode aceder ao sítio para comparar o URL às fontes reconhecidas.

3 – Efectuem buscas sobre a fonte

Verifiquem que a notícia tenha sido redigida por uma fonte de confiança reconhecida pela sua exactitude. Se a notícia provém de um organismo desconhecido, consultem a secção a propósito para saber mais.

4 – Tenham atenção às formas de apresentação inabituais.

Numerosos sítios de falsa informação contém faltas de ortografia ou uma apresentação incoerente. Leiam prudentemente se virem tais sinais.

5 – Tenham em atenção as fotos.

As falsas notícias contém imagens ou vídeos retocados. Pode acontecer que por vezes a foto seja autêntica mas que tenha sido retirada do seu contexto. Podem procurar a foto ou imagem para verificar a sua proveniência.

6 – Controlem as datas.

As falsas notícias contém por vezes cronologias incoerentes ou datas modificadas dos acontecimentos.

7 – Verifiquem as provas aportadas.

Verifiquem as fontes do autor para vos assegurar que elas são verdadeiras. A falta de provas ou a referência a especialistas anônimos pode ser o sinal de uma falsa informação.

8 – Consultem outros artigos.

Se nenhuma outra fonte faz referência a essa notícia, pode tratar-se de uma falsa informação. Se ela é partilhada por várias fontes de confiança, é bem provável que seja verdadeira.

9 – A notícia é um rumor ou uma piada?

Por vezes é difícil de diferenciar uma falsa notícia de uma forma de humor ou sátira. Verifiquem se a vossa fonte é conhecida pelas suas paródias e se os detalhes e o tom do artigo são simplesmente satíricos.

10 – Algumas notícias são deliberadamente falsas.

Tenham sentido crítico quando leem notícias e partilhem somente as notícias que considerem credíveis.

Fonte: Facebook


Nao aos rumores

Sabendo-se que hoje em dia as informações aparecem a um ritmo mais rápido e em maior quantidade, principalmente por causa da internet, sobretudo nas redes sociais e sabendo-se que nem sempre essas informações sao de fontes fidedignas, sendo que por vezes é difícil distinguir a verdade da desinformação e conspiração, decidi criar esta pagina para contribuir a um maior esclarecimento das noticias de forma a que as pessoas nao se deixem levar por falsos rumores e possam ser devidamente informados.

Conselhos para nao se ser enganado/a por rumores.

-Devemos partir do princípio de que uma informação fornecida na web por um desconhecido é, por princípio, mais falsa do que verdadeira.
-É prudente acreditar mais nos media reconhecidos, nos jornalistas identificados e conhecidos. Não se deve, todavia, considerar que isto é suficiente para que as informações sejam verdadeiras. Em situações de crise, a informação circula muito rapidamente e pode frequentemente revelar-se falsa. É preferível esperar até que vários media divulguem a mesma notícia para a considerar como confirmada.
-Uma fotografia não é, por si mesma, uma prova, particularmente quando emana de uma fonte desconhecida. Ela pode ser antiga; pode dizer respeito a outra coisa, diferente da que é referida; ou pode ser manipulada.
-Por regra, devemos procurar uma confirmação: se vários media credíveis divulgarem a mesma informação, ela tem muita probabilidade de se revelar verdadeira.
-Deve-se desconfiar das informações ansiogénicas (do género “não andem de metro, um amigo meu disse-me que um amigo dele lhe disse que a polícia está à espera de mais atentados”), que podem ser recebidas via SMS ou transmitidas pelos nossos próximos, que mais não são, frequentemente, do que rumores transmitidos boca a boca, sem uma fonte real.

Fonte: Le Monde/Público

Nao obstante este esforço, o facto de como qualquer pessoa, nao ser eu próprio imune aos erros faz com que possa também eu cair inadvertidamente no engano, apresentando por isso desde ja as minhas desculpas e tomando qualquer responsabilidade pela partilha de informações em texto, foto e video que nao correspondam à verdade, neste blog. Obviamente essas partilhas serão anuladas se se descobrir a sua falsidade.


Nível de credibilidade das principais agências de notícias.

Neste quadro pode ver o nível de credibilidade das principais agências de notícias em língua inglesa. Poderá ver assim quais são as agências de confiança e as que têm como objectivo desvirtuar e mentir.

http://m.imgur.com/gallery/iPLkz

 

Anúncios