Femicidio é genocidio: protesto na Argentina contra a violência às mulheres.

 

Em Buenos Aires, capital da Argentina, houve na semana passada um protesto feminista de grande impacto visual que certamente não deixou indiferente quem viu. A ideia partiu de um grupo chamado “Força artística de choque comunicativo” e teve como lema a frase “femicidio é genocidio” . O objectivo foi manifestarem-se contra a violência contra as mulheres na Argentina, país onde de 2008 a 2016 houve 2384 femicidios e onde este ano uma mulher foi assassinada a cada 26 horas*. Nesse sentido, nada menos que 120 mulheres despiram-se completamente em frente aos locais dos três poderes: a Casa Rosada (palácio oficial da presidência da república), o Palácio dos Tribunais e o Congresso da Nação. Depois de se despirem, deitaram-se umas sobre as outras formando pilhas que fizeram lembrar as tristemente célebres fotografias das vítimas dos campos de concentração da II guerra mundial. Ao mesmo tempo, músicos tocaram algumas melodias enquanto uma mulher relatava números e histórias de violência contra as mulheres.

Obviamente e infelizmente que a violência contra as mulheres não acabou repentinamente por causa deste protesto mas só pelo facto de terem tido a coragem de irem para a rua protestarem desta forma e assim chamarem a atenção para um problema gravíssimo que afecta a Argentina e não só, merece respeito e consideração. A seguir ficam algumas fotos.

 

 

 

*El femicidio es genocidio. – lmneuquen

Video do protesto (+18)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s