Erdogan: a construção populista da ditadura.

   

      “A democracia é como um comboio: quando se chega ao nosso destino, saímos.” Esta frase foi dita por Erdogan em 1994 e mostra bem o seu pensamento, numa altura em que ainda ninguém suspeitava daquilo que ele seria mais tarde. De facto Erdogan foi ao longo do tempo instaurando uma espécie de populismo religioso através da islamizaçao gradual do seu país. Com esse populismo, ele foi acumulando e concentrando o poder nas suas maos dando origem a uma ditadura que esta a destruir  a democracia e principalmente o laicicismo na Turquia. No fundo Erdogan esta a fazer o mesmo que fez, por exemplo, Khomeini no Irao mas com uma diferença fundamental. Enquanto que no Irao em 1979 foi uma revolução que repentinamente acabou com um Estado laico para dar origem a um regime teocratico, na Turquia a mudança vai sendo feita gradualmente talvez para nao levantar tanta revolta. No entanto e como já se viu, muitos turcos já se aperceberam das verdadeiras intenções do presidente e nao desistem de se opor contra o poder instalado. 

      No fundo Erdogan descobriu uma falha na sociedade turca que aproveitou para conquistar e cimentar o poder. E foi a de que ela nao era tao laica quanto se podia supor. Pelo menos nas áreas mais pobres do pais. Senão vejamos, em 1923 quando Ataturk, começou a modernização da Turquia, fez-lo de uma forma forçada que certamente nao tera agradado a todos os turcos. é preciso nao esquecer que Ataturk também era um ditador e que também tinha o apoio do exército. Essa modernização forçada da Turquia levou de facto a que o país deixasse para trás o conservadorismo religioso e o arcaísmo otomano, entrando ao mesmo tempo na era moderna, acompanhando o desenvolvimento social e industrial dos países desenvolvidos. Esta evolução foi possível devido ao controle do exercito que durante muitas décadas foi a linha de poder condutora dos destinos do país. Mesmo quando nao estava directamente no poder. No entanto este laicismo e modernização da Turquia era mais presente nas grandes cidades e nas regiões mais ricas, portanto onde em principio havia um maior acesso à cultura e informação. O problema é que a sociedade turca nao deixara porém de ser conservadora, havendo portanto uma mistura de um país virado para o futuro e outro ainda agarrado às vivências do passado, nao so ao nível religioso mas também ao nível social. Prova disso foram as lentas mudanças na justiça e o retraimento em aceitar direitos das minorias (o que muito contribuiu para que a Turquia nao tivesse entrado ainda na UE). Ora foi nisto e também no populismo político que Erdogan pegou para se perpetuar como uma espécie de sultão dos tempos modernos. Basta ver o gigantesco palácio que mandou construir e que é a prova física do seu abuso de poder. Com essa lenta islamizaçao, Erdogan foi criando uma base de apoio, principalmente nas regiões mais atrasadas economicamente e socialmente, basta ver o resultado do ultimo referendo que lhe permitiu ter ainda mais poderes e onde ganhou precisamente nas áreas mais pobres. No fundo, Erdogan tem feito aquilo que é apanágio dos ditadores e populistas e que é tirarem proveito do baixo nível de cultura e educação das pessoas. Por isso também é que a oposição tem sido mais forte nas principais cidades onde os centros de conhecimento e ensino estão mais presentes. 

      Desde que Erdogan subiu ao poder, os ataques ao laicismo da Turquia têm sido constantes e um grande exemplo é a forma como as mulheres sao tratadas nesta Turquia actual. Desde propaganda pelo uso dos véus até a certas opiniões do presidente considerando as mulheres como seres fracos e inferiores aos homens, tudo tem servido para que elas percam direitos e se sintam humilhadas na sua dignidade. Ora é por demais sabido que num Estado teocratico (principalmente se de maioria muçulmana) as mulheres nao têm ou têm poucos direitos. Erdogan tenta em resumo tirar proveito político da religião para aumentar e se consolidar no poder. 

      Mas este populismo nao se constrói so através da religião mas também por exemplo da criação de inimigos que levam as multidões a virarem-se contra estes e a apoiarem o presidente, sem repararem porém que é este o principal inimigo. Neste conceito,  Erdogan junta ao religioso, o nacionalismo tirando proveito da exacerbada paixão dos turcos pelo seu país. Como inimigos além dos já tradicionais curdos, a Russia também por vezes esta na lista; mas o grande adversario é a União Europeia. E aqui é curioso ver a oposição entre o conservadorismo de Erdogan e a modernidade da UE, principalmente da parte ocidental. Mais uma prova em como o líder máximo da Turquia tenta construir o seu poder, empurrando o país para trás e nao para a frente. Para Erdogan o poder justifica o regresso à “escuridão” em vez de viajar para o progresso. Basta reparar na possibilidade do regresso da pena de morte. 

     A Turquia é assim uma espécie de dois mundos que convivem dificilmente mas onde actualmente Erdogan da prioridade ao retrocesso social e económico com o apoio da religião e com o objectivo de perpetuar a sua ditadura populista. No fundo Erdogan esta a destruir todo o esforço de Ataturk para modernizar a Turquia. Sera que vai conseguir impor a islamizacao do país? Creio que nao. Podera perpetuar-se no poder mas depois dele desaparecer, o Estado vai continuar a ser laico. Primeiro a sociedade turca é apesar de tudo das mais modernas do mundo muçulmano e onde muita gente já nao quer um regresso ao passado. E por outro lado porque esta ditadura nao é tanto apoiada sobre um sistema político mas originada na vontade de uma pessoa. E quando assim é,  raramente a ditadura resiste ao desaparecimento de quem a criou. 

 

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s