O radicalismo islâmico na Europa? Nunca!

 

 Como é isto possível na Europa? O video (em inglês) mostra uma reportagem feita em França sobre a exclusão de que sao vitimas as mulheres em certos bairros sociais de maioria muçulmana. Nele vemos ruas e cafés desprovidas de mulheres e a luta que estas têm feito para recuperarem o espaço que também é delas por direito.

        Nesta questão, tal como noutras sou pelo equilíbrio. Ao contrario do que afirmam a extrema-direita, os racistas e xenófobos, nao acredito que haja uma transformação massiva da cultura e sociedade europeias, provocada por uma cultura diferente da nossa e que tenta impor-se por todos os meios. Mas também nao compreendo a ingenuidade cega da esquerda que recusa de ver e aceitar o evidente e tenta impedir as outras pessoas de também ver o mesmo. Ora atitudes como a dos homens neste video  ou outras que ja vi noutros vídeos como por exemplo na Inglaterra grupos de rapazes muçulmanos a vigiar o bairro para que nao haja desvios da religião islâmica, sao inaceitáveis e nao podem ser tolerados e aceites na nossa sociedade. E isto mesmo que se passe num so bairro ou numa so rua. Ha quem chame a isto islamofobia por verem um desrespeito pelos muçulmanos e a sua religião. Ridículo! Ao aceitar comportamentos assim estamos a rejeitar a nossa própria identidade e a combater a tolerância e igualdade que nos formam. E é hipócrita usar a desculpa da tolerância para justificar actos que impõem a intolerância e desigualdade em relação às mulheres. 

    Nao tenho nada contra os muçulmanos e nao sou totalmente contra a imigração, sendo eu português até ficava mal, mas o berço da democracia e da igualdade, liberdade e fraternidade nao se pode deixar enganar e convencer por uma ideologia religiosa, pelo menos a sua parte mais radical,  que prega tudo o contrario daquilo que defendo. Nao se pode admitir que venham aproveitar-se do nosso modo de vida e sistema social e ao mesmo tempo tentam impor um modo de vida que nada tem a ver connosco. E isto nao é ser racista ou xenófobo mas sim democrata e igualitário. Alias pensaria o mesmo se fossem radicais cristãos ou ortodoxos judeus. Sim porque, uma coisa em comum nas três grandes religiões monoteistas é a forma humilhante como tratam as mulheres. Existem excepções e nem todos os muçulmanos têm um pensamento assim tao retrogrado e perigoso mas é preciso manter-mo-nos vigilantes e unidos. Primeiro contra este radicalismo islâmico que tenta criar espaços próprios com as sua próprias leis na Europa, segundo contra um aproveitamento populista da extrema-direita que tenta criar uma dinâmica anti-migração usando estes exemplos e levando-os ao exagero absurdo e terceiro contra uma anestesia esquerdista que tenta fazer passar a mensagem de que vídeos como o deste artigo sao uma exagerada invenção da direita radical. 

    Nao podemos continuar a ser ingénuos e a aceitar todos aqueles que recusam a igualdade de género. Se para essas pessoas, as mulheres nao devem ter os mesmos direitos do que os homens, entao devem ser convidadas a sair. 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s