Quando a II Guerra Mundial chegou ao Algarve.

Parte das sete campas dos aviadores alemães enterrados no cemitério de Aljezur. Foto: Miguel pereira/Global Imagens
Parte das sete campas dos aviadores alemães enterrados no cemitério de Aljezur. Foto: Miguel pereira/Global Imagens

 

   Se bem que Portugal nao tenha entrado oficialmente entrado na II Grande Guerra, houve um dia em que pelo menos alguns portugueses foram testemunhas de algo que so julgavam existir longe deles. No dia 9 de julho de 1943, os céus de Aljezur foram o palco da única batalha desse conflito ocorrida em Portugal. Por causa dela e a pedido das autoridades nazis, 4 habitantes desta vila algarvia foram condecorados com a Cruz de Mérito da Águia Alemã. Salazar permitiu que houvesse prosseguimento a tal condecoração, mas depois de garantir a mais completa discrição para que nao fosse posta em perigo a neutralidade oficial do país.

   Mas o que aconteceu de facto nesta batalha? Comecemos pela sua origem. Em janeiro de 1943, os aliados preparavam-se para ocupar o Sara Ocidental ou Marrocos espanhol, o que era uma provocação a Madrid e consequentemente a Berlim. Desde Southampton na Inglaterra, navios carregados de mantimentos chegavam a Gibraltar para abastecer os soldados la estacionados. Estes navios passavam pelo cabo de Sao Vicente para se aproximarem do Mediterrâneo. Na manha do dia 9 de julho de 1943 uma esquadrilha de 4 aviões de combate tipo Focke-Wulf 200 “condor” partiram da base aérea de Bordéus-Merignac na França ocupada em direcção a um comboio de navios que passava na costa portuguesa. Para detectarem esse comboio os alemães subornaram o faroleiro do farol do Cabo de Sao Vicente que comunicava através da radio com a embaixada alemã em Lisboa. Por causa disso a PIDE prenderia esse tal faroleiro de seu nome Francisco Garcia Regêncio, sob a acusação de espiar para os nazis. Chegados à costa algarvia os condores alemães começaram a atacar os navios aliados e estes tentavam responder. Esta batalha durou mais de meia-hora até que apareceram 3 caças ingleses para apoiar os navios: 2 bristol beaufighters e 1 Lockheed Hudson. A partir dai a batalha nao durou mais de 10 minutos e terminou com o abatimento de um dos bombardeiros alemães e a morte dos seus 7 tripulantes. 

   Logo de seguida, Salazar tentou abafar o caso por causa da neutralidade mas era difícil devido às inúmeras testemunhas do sucedido e à insistência das autoridades nazis para prestarem tributo aos seus soldados em Portugal. Os corpos foram entao levados para a Igreja Matriz de Aljezur e mais tarde enterrados naquele que foi um dos maiores funerais jamais realizados na vila, onde até estiveram presentes grandes dignatários do regime nazi. De realçar que nem Salazar ou algum membro do governo, estiveram presentes na cerimonia e nos jornais e na radio, o assunto tornou-se despercebido, sendo apenas referenciado numa curtíssima noticia. Tudo isto porque o presidente do conselho tinha de permitir as exéquias mas nao lhes podia dar muito destaque sob pena de causar a entrada de Portugal na II Guerra Mundial. 

A batalha de Aljezur ficou para sempre como a única batalha desse conflito mundial, ocorrida em Portugal e foi um exemplo de um exercício diplomático do governo português da época entre o dever de dar assistência a um Estado estrangeiro e o desejo de manter neutralidade do país. 

Os 7 tripulantes mortos durante a batalha foram: Gunther Nikolaus (comandante), Hans Weigert (piloto), Walter Beck (radiotelegrafista), Martin Angerman (mecânico), Johann Bauer (artilheiro), Wener Riecke (radiotelegrafista) e Ernst Herppich (escoltador).

Os 4 habitantes de Aljezur condecorados por Hitler foram: Vitorino Cuco (chefe do posto da Guarda Fiscal da Arrifana), José Viriato-França (comandante da Legião Portuguesa em Aljezur), Amândio da Luz Paulino (administrador do Concelho) e Albano de Oliveira (presidente da Câmara Municipal de Aljezur).

 

 

Para mais informações: A batalha de Aljezur – wikipedia 

                                           O III Reich en Aljezur -DN

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s