Iraque ou o erro trágico de uma invasão!

 

Khadim Sharif al-Jabouri a destruir a estatua de Saddam Hussein em Bagdad com uma marreta
Khadim Sharif al-Jabouri a destruir a estatua de Saddam Hussein em Bagdad com uma marreta

Esta semana saíram duas noticias sobre a invasão do Iraque de 2003, as quais valem a pena analisar conjuntamente. Na primeira delas, um dos iraquianos que derrubou a estatua de Saddam Hussein em Bagdad, quando este foi expulso do poder,  mostra agora arrependimento e nostalgia dos tempos do ditador no poder e diz que se soubesse o que se passa hoje, nunca teria apoiado a mudança de regime e a invasao dos EUA e os seus aliados. Kadhim Sharif al-Jabouri pegou numa marreta e em 2003 ajudou a derrubar a estatua de Saddam Hussein en Bagdad. Nessa altura e nas suas próprias palavras, sentiu alegria pelo fim do ditador simbolizada pela queda dessa estatua. De facto nao era para menos que ele pensasse assim visto que o regime de Hussein foi responsável pela morte de 14 membros dos 15 da sua família. Havia por isso uma esperança credível  por que houvesse uma mudança para muito melhor. E falando de esperança eu próprio acreditei por algum tempo que a instauração da democracia no Iraque era possível.  Lembro-me até de ter visto em directo essas famosas imagens do derrube da estatua de Saddam e ter expressado satisfação. Mas essa esperança nem sempre esteve presente no meu seio. A minha reacção inicial à invasão do Iraque foi de incompreensão e hostilidade. Nao percebia o que é que o Iraque tinha a ver com os talibans no Afeganistão e com a Al-Qaeda que era o principal motivo da intervenção norte-americana naquela parte do mundo depois dos atentados do 11 de  setembro de 2001. De repente o governo norte-americano da época decide mudar de rumo e em vez de perseguir o grupos extremistas islâmicos, vai atras de Saddam Hussein que nao tinha nenhuma responsabilidade nos acontecimentos do 11 de setembro. Ainda por cima era uma intervenção  sem o aval da ONU e da comunidade internacional. Porém ao mesmo tempo a minha opinião foi mudando porque era a oportunidade de acabar com uma das mais terríveis ditaduras do Médio Oriente e eu sempre fui e sou contra qualquer tipo de ditadura. O que eu nao estava à espera foi o que aconteceu depois. A vitoria das forças da coligação contra as forças do regime baasista foi relativamente rápida mas isso era a parte mais fácil. Faltava o mais difícil que era reconstruir um pais com um sistema democrático que pudesse dar segurança e estabilidade a todo o povo iraquiano. Mas nisso os EUA e os seus aliados falharam redondamente. E assim chegamos ao desejo um pouco compreensível do homem que ajudou a derrubar a estatua de Saddam Husein. Compreensível porque o Iraque actual é um caos político, social e económico e onde infelizmente e tragicamente os grupos extremistas andam na liberdade completa espalhando o terror e tentando impor a lei da sharia. A esperança tinha passado à desilusão. Por outro lado é estranho que Kadhim tenha saudades do regime de Saddam quando se sabe, e como já foi referido anteriormente, que 14 membros da sua família foram assassinados sob as ordens deste ditador. Esta contradição entre o desejo de uma pessoa e uma realidade que aparentemente deveria ser um entrave a esse desejo faz pensar em duas coisas. Em 1° lugar, se Kadhim gostava de voltar aos tempos de Saddam Hussein, entao a vida no actual Iraque deve ser mesmo insuportável. Em 2° lugar pergunto-me se certos povos nao estarão mais inclinados para defender a segurança e a estabilidade, nem que para isso seja preciso sacrificar a democracia. Nas palavras de vários iraquianos, “ao menos no tempo de Saddam nao havia a violência que ha agora”.  Sera que certas sociedades estao condenadas a nunca terem uma verdadeira democracia e a viver sempre sob o jugo de um ditador que imponha mao de ferro? Como já disse antes, este desejo de Kadhim é para mim um pouco estranho e so o compreendo pela desilusão, raiva e também pelo perigoso extremismo radical dos grupos jihadistas que invadiram o Iraque. 

    Mas este caos no Iraque também foi alimentado por um dos grandes aliados de George W. Bush, de seu nome Tony Blair. E é sobre ele, a 2° noticia a analisar neste artigo. Num relatório divulgado esta semana sobre a participação da Gra-Bretanha na invasão do Iraque de 2003, chegou-se à conclusão de que invadir nao era a ultima opção e que havia ainda mais hipóteses pacificas a estudar antes de se escolher o caminho da guerra.  Daqui se conclui, como alias já se sabia ha muito tempo, que esta guerra contra o Iraque provocada pelos EUA e  os seus amigos, nao teve um objectivo anti-terrorismo mas somente provocar o  caos e o fim do regime de Saddam Husein  para que este pudesse ser substituído por um governo iraquiano fantoche ao serviço dos aliados da coligação, principalmente dos EUA, devido a interesses económicos. Neste sentido pode-se dizer que é revoltante ver o Iraque actual e ver que ha quem se arrependa de ter apoiado a queda de um dos piores regimes políticos dos últimos tempos. Infelizmente a invasão de 2003 foi um erro enorme que trouxe consequências demasiado terríveis para a região e principalmente o Iraque. Um erro impossível de apagar e do qual nao se conhece ainda todas as consequências. Uma coisa é certa, essa guerra de 2003 foi uma escolha vergonhosa para as democracias ocidentais e foi ao mesmo tempo a porta aberta do terrorismo islâmico. Pelo menos uma das portas. Assim compreende-se melhor as palavras de Kadhim que teve de abandonar o seu pais para viver em segurança. E quando vai acabar toda essa instabilidade? Nao se sabe. Infelizmente os homens sempre foram mais expeditos a partir para a guerra por motivos económicos do que pela nobre razão de implementar a justiça e a paz.

 

Fontes: “O iraquiano que derrubou a estatua de Saddam Hussein, daria tudo…” – Diário de Noticias          

               “Invadir o Iraque nao era a ultima opção.” – Diário de Noticias (neste artigo, vale a pena ler um resumo mais pormenorizado do relatório Chilcot sobre a participação da Gra-Bretanha na invasão do Iraque de 2003)                                                                                                

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s