A ironia trágica de um pai tunisino.

Fati Bayoudh (foto tirada do site tuniscope.com)
Fati Bayoudh (foto tirada do site tuniscope.com)

    Certas historias verdadeiras parecem por vezes saídas na verdade de algum livro ou filme devido ao enredo que as encerra. No caso que vou contar a seguir, infelizmente o final foi trágico e esta relacionado com o terrorismo, mais precisamente com uma das vitimas mortais do atentado no aeroporto internacional de Ataturk em Istambul na Turquia, na semana passada. Como se sabe foi um dos piores atentados naquele país com mais de 40 mortos. Uma dessas vitimas mortais foi um médico-coronel do exercito tunisino de seu nome Fati Bayoudh. A sua historia é uma historia de ironia trágica, ainda por cima neste contexto actual de guerra e terrorismo naquela parte do mundo. Fati nao estava na Turquia por uma razão qualquer mas pela missão bastante especial e pessoal de repatriar o seu único filho que se encontrava preso por ter entrado no Estado Islâmico. Desde ha varias semanas que vinha alimentando essa esperança, ajudado pelo Consulado Geral Tunisino. 

   Em 2014, Anouar, o tal filho de Fati e aprendiz de piloto de avião dizia ao seu pai que partia para a Suiça para um estagio antes de telefonar à sua mae para lhe dizer que tinha chegado à Síria via Iraque e que la tinha casado com uma tunisina que tinha partido com ele. A partir desse momento, os pais vao tudo fazer para o convencer a voltar atras na sua decisão. 

Anouar Bayoudh e a sua esposa Farah.
Anouar Bayoudh e a sua esposa Farah.

    Faycal ben Mustapha, director geral dos assuntos consulares no Ministério dos Negócios Estrangeiros confirmou que o jovem tinha ido para o Iraque e depois para a Síria antes de ser detido na Turquia. Alias ele teria prometido às autoridades tunisinas, colaborar a propósito de organizações de recrutamento para o jihadismo islâmico. O consulado da Tunísia em Istambul estava em contacto com a família Bayoudh desde dezembro de 2015. De acordo com um responsável do ministério da defesa, Fati tinha ido ao aeroporto para receber a sua esposa e estava na sala de espera quando foi atingido pelo atentado. 

    Tanto o filho como a esposa deste foram detidos, na chegada à Tunísia para interrogatório. Para ultima informação e de acordo com a impressa tunisina ambos os jovens teriam mostrado arrependimento e pedido ajuda ao pai dele para regressarem à Tunísia. De facto regressaram, mas nao o pai.

 

fontes: “L’incroyable histoire de Fathi Bayoudh…” – Courrier de l’Atlas

              “Detido filho jihadista de um coronel tunisino morto nos atentados.” – Diário de Noticias

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s