Mais uma luta pela democracia no Brasil!

Quando Lula da Silva foi eleito presidente do Brasil pela primeira vez, confesso que fiquei tomado de satisfação e esperança. Satisfação por ver um torneiro-mecânico chegar ao mais alto cargo do país-irmão, depois de anos e anos de luta e perseverança, provando assim que os sonhos podem ser sempre realidade por mais difíceis que pareçam. Esperança por ver em Lula, alguém de diferente, afastado do sistema e lutador contra esse próprio sistema. Além do mais, o seu pragmatismo demonstrado na forma como passou de radical de esquerda a moderado, fez-me acreditar ainda mais que a minha esperança nao seria infundada e que o Brasil iria conhecer um período de prosperidade social e económica. Depois veio a Dilma Roussef e aqui minha reacção já foi diferente. Desde logo pela forma como assassinou a língua portuguesa ao exigir que fosse tratada por “presidenta”. A seguir pela sua arrogância completamente oposta à simpatia do antecessor. Finalmente pela preferência dada na política internacional às relações com Estados pouco ou nada democráticos como Cuba ou Venezuela. Vi logo que com Dilma nao havia nem pragmatismo e nem moderação. O seu radicalismo continuava igual ou quase igual aos tempos de opositora estudantil à ditadura. Mas enfim, o país la ia tendo umas boas performances económicas, sendo por isso visto como uma potência emergente e com um lugar importante nas relações internacionais a médio prazo. Alias a eleição de Dilma deveu-se muito aos bons números do período lulista e ao consequente estado de graça do PT. Mas esse estado de graça parece estar a acabar porque o PT afinal nao é assim tao diferente dos outros partidos, sendo ele também uma fonte de corrupção. Na política nao ha santos e por isso como imaginar que um dos maiores partidos do Brasil estivesse isento de qualquer macula e que em consequência fosse levado à condição de partido moralmente superior aos outros? Era um pouco ingénuo e perigoso. Ainda para mais num país onde a corrupção esta infelizmente institucionalizada e é endémica. E é esse o verdadeiro grande problema. Mais do que luta de partidos, mais do que rivalidades ideológicas, a sociedade brasileira sabe que o seu cancro esta na corrupção que ataca todos os partidos e todos os estratos. E agora temos o infelizmente bom exemplo do lava-jacto. Dilma Roussef esta metida no caso,Lula também, Aécio Neves segue o mesmo caminho. Além destes, Eduardo Cunha, presidente do parlamento e o homem que iniciou o processo de destituição de Dilma, também esta metido em casos corruptos. Por isso quem fica limpo no meio disto tudo? Pouca gente ou quase ninguém. Para agravar a situação, a nomeação (suspensa) de Lula ao governo da presidente do Brasil com a aparente intenção de o subtrair à justiça veio agravar ainda mais essa imagem negativa da classe política. No meio disto tudo duas forças poderiam ou podem emergir. A força militar e a força populista-religiosa. Mas se é muito improvável que haja um golpe de Estado do exército porque apesar de tudo a democracia brasileira ainda é das mais ricas da América-latina ja o mesmo nao se pode dizer de uma possível subida ao poder de um partido político religioso. Com tanto descontentamento e revolta, é provável que mais gente comece a aumentar as fileiras de partidos ultra-conservadores que usam a política para fazer religião. Teríamos assim um aproveitamento populista idêntico ao dos movimentos ultra-religiosos dos EUA com a possibilidade de um Trump brasileiro ou ao do fascismo europeu que tem vindo a subir graças também ao descontentamento da população. Ora nao é preciso muito para se saber do enorme perigo que isso representaria para o Brasil e nao so. Além do mais dois factores vieram agravar a crise social e economica: o mundial de futebol e os jogos olímpicos. Devo dizer que nem me reconheço ao escrever assim porque gosto dos mundiais de futebol e sou fa incondicional das olimpíadas mas a verdade tem de ser dita e os custos exorbitantes destas duas organizações sao enormes encargos que vao pesar muito no bolso dos brasileiros nos próximos anos. Basta ver os elefantes brancos em que alguns estádios se transformaram e o gigantismo cada vez mais preocupante duma organização olímpica. Espero ao menos que no caso do Rio 2016, haja um aproveitamento pós-olímpico das instalações de forma a trazer de facto vivacidade e desenvolvimento às áreas afectadas. Ja agora estes dois casos também sao um bom exemplo do que o Brasil se tornou nestes últimos anos. Quando ele foi escolhido para 2014 e o Rio para 2016, ninguém falava em crise e havia mesmo um período dourado completamente diferente do que se passa actualmente. Quanto a essa actualidade, o que esperar? Mesmo que Dilma saia da presidência e haja depois novas eleições, a corrupção nao vai acabar e já agora a violência também nao. Com isto nao estou a opinar sobre considerações políticas e sobre o que deveria ser feito mas apenas a querer mostrar que enquanto nao houver luta a sério contra a corrupção, haverá sempre motivos para se desconfiar da classe política. Obvio que se se provar que Dilma falhou na sua conduta, então tem mesmo de sair porque isso seria prova de que a justiça funciona e por isso nada esta perdido.Ha porém uma pergunta que se impõe. Se Dilma ficar e sabendo-se que Lula ja fez notar a intenção de concorrer à presidência em 2018, isso nao seria transformar o sistema numa ditadura partidária do tipo Putin-Medvedev na Russia? Seja como for o povo brasileiro ja passou por outras crises e lutou sempre. Agora é mais uma luta que tem e vai ser levada até ao fim. Espero ao menos que mais uma vez ganhe a democracia contra radicais, populistas, militares, corruptos e religiosos!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s