O 25 de novembro e a consolidação da democracia.

2014-11-25 25 Novembro 1975
Passaram esta semana 40 anos do 25 de novembro de 1975. Os números redondos costumam ser comemorados ou pelo menos referenciados com alguma importância mas nao foi o que aconteceu neste caso. Alias das datas alusivas à transição democrática de 1974 a 1976 em Portugal, apenas o 25 de abril de 1974 é festejado solenemente, sendo mesmo um feriado nacional. Nada contra aquela que é de facto uma das datas mais importantes da nossa historia. Mas parece-me que o outro 25, o de novembro, nao é reconhecido como merece e isso é incompreensível num Estado democrático. De facto se hoje vivemos num país democrático, isso deve-se à convicção e força dos moderados que não permitiram a tomada de poder pela esquerda radical que queria implantar um regime de tipo comunista em Portugal substituindo assim uma ditadura de direita por uma ditadura de esquerda. No fundo seria o mesmo que aconteceu nos países da Europa de Leste onde no fim da II guerra mundial o controlo nazi foi substituído por democracias populares (na verdade um nome suave para designar as ditaduras de esquerda). Assim portanto desde meados dos anos 30 até ao início dos anos 90 do século XX, os países do leste europeu nunca viveram em democracia. Ora o mesmo esteve para acontecer em Portugal em 1975. Nesse dia as portas que abril abriu foram quase fechadas pela ala da esquerda radical mas os moderados de esquerda e direita mais os extremistas de direita que esperavam um regresso ao passado, felizmente sem sucesso, impediram que essas portas se fechassem de vez, abrindo o caminho para uma verdadeira consolidação da democracia que alguns golpistas do 25 de abril queriam substituir pela utopia da ditadura do proletariado.

Portugal esteve muito perto de uma guerra civil. Tal como acontece em quase todas as revoluções, o pós-25 de abril foi também marcado pela confusão social e política, pela anarquia e por uma indefinição constante na na conduta do país. O período da transição entre o fim da ditadura do Estado Novo até à aprovação da constituição em 1976 ficou caracterizado por vários episódios nervosos e uma rivalidade ideológica que marcou fortemente os portugueses na época e cuja influência ainda hoje se faz sentir. Quando no dia 25 de novembro de 1975, os militares moderados impediram o golpe de Estado dos comunistas e seus apoiantes, começou o fim do período de indefinição política e abriram-se as portas de Portugal à verdadeira democracia. Por isso mesmo não sendo feriado, merecia maior solenidade principalmente na casa símbolo da democracia que é a Assembleia da República.

 

 

 

 

 

Anúncios

2 thoughts on “O 25 de novembro e a consolidação da democracia.

  1. Olá, Bruno!
    Eu não tinha conhecimento desta data. Data forte!
    E tudo aconteceu a tão pouco tempo… Porém você está a postos para lembrá-los!
    Aqui também certas datas importantes acabam sendo suplantadas por outras.

    Um abraço

    Gostar

    1. Ola!

      Em Portugal também ha quem nao conheça esta data. Talvez por nao ser feriado e também por ser uma data dentro de um processo de mudança politica. O 25 de abril de 1974 é mais facil recordar porque representou um corte radical com o passado visto que foi uma revoluçao. Desse dia e até ao final da passagem para de democracia no dia 25 de abril de 1976, houve outras datas e o 25 de novembro de 1975.
      Eu, ja agora, sei que em 1985 houve a mudança para a democracia no Brasil. Essa é uma data facil de lembrar mas ha outras datas que nao conheço.

      Um abraço

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s