O futuro de Portugal é isto?

Ja varias vezes chamei a atenção para o perigo do desinteresse pela política, principalmente por parte dos jovens. Esse desinteresse leva a que as pessoas se desleixam do que os políticos andam a fazer, fazendo com que estes se sintam mais livres para actuar de acordo com os seus próprios interesses e nao em nome do país. E isto é muito grave porque assiste-se aqui a um circulo vicioso onde o comportamento imoral da classe política (e nao so) acaba por influenciar negativamente o sentido de observação e analise do povo português que sentindo-se farto e cansado dessa mesma imoralidade, deixa de dar importância ao que os políticos fazem. E isto é demasiado estranho, sendo mesmo uma contradição impressionante visto que deveria ser quando  os partidos parecem abusar mais da sua influência e poder nos bastidores que o povo deveria estar mais atento. Isto porque se as pessoas querem participar activamente numa democracia, nao podem limitar-se a apenas votar de quatro em quatro anos. Mas em Portugal (e nao so) a democracia é enganada pelo poder da comunicação social que indirectamente (ou talvez nao) acaba por ajudar a classe política na alienação dos cidadãos. E Portugal é um bom exemplo disto. Repare-se na  programação televisiva dos canais abertos e facilmente se verifica  que na sua maior parte é feita para distrair os telespectadores da realidade com a intenção de que eles nao reflictam sobre o que se passa no país. Ora com esta espécie de adormecimento, o povo português nao parece dar conta do abismo para o qual caminha. Um abismo onde na pior situação o regime democrático pode mesmo estar em perigo. E so esse adormecimento explica (na minha opinião) de que pessoas nao saibam o quer dizer CDU ou quem é o secretario-geral do PCP. Neste caso apetece mesmo perguntar se estas pessoas estão assim tao alienadas ou nao têm televisão em casa.

Por outro lado e num aspecto mais positivo pode ser que os portugueses estejam é cansados da política tradicional e procurem novas formas de fazer política que venham nao so das entidades tradicionais mas de novos movimentos que queiram dar novas respostas para o futuro de Portugal. Mas mesmo aqui é difícil de acreditar. Os portugueses sao por natureza muito desconfiados e avessos ao risco e por isso é fraca a possibilidade de um movimento de raiz política alcançar o sucesso dos partidos tradicionais. Por isso esta hipótese parece infelizmente ser pouco viável sendo ela tapada pela psicologia do povo português.

A mim entristece-me ver esta espécie de embrutecimento do nosso povo, do qual é vitima mas também culpado. Vitima pelo que já falei antes mas também é responsável, pois num mundo onde chegar à informação tornou-se demasiado fácil, nao se entende como é que as pessoas nao procuram essa mesma informação, caindo assim no ridículo das respostas dadas neste video. Infelizmente esta preguiça portuguesa em vigiar o que os poderosos fazem é um incentivo  ao empobrecimento social, económico e cultural do país. E Portugal nao merece isso!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s