O perigo do mau uso das redes sociais.

     Ja ha muito tempo que queria escrever um artigo sobre as redes sociais mas fui adiando esse tema até que ontem li uma noticia (ver aqui) que considerei como uma oportunidade a nao perder, como ponto de partida perfeito para o que mais especificamente queria falar acerca delas. A noticia, que tanto me fez rir como ficar ainda mais preocupado, falava sobre uma fotografia partilhada recentemente, por varias pessoas que queriam assim denunciar aquilo que entendiam ser uma foto de uma caçada onde tinha participado o realizador Steven Spielberg e portanto mostrar o seu comportamento condenável e cruel contra os animais (ver foto acima). O problema é que a foto foi originalmente partilhada como uma brincadeira. Isto porque o tal animal em questão, nao é mais do que a reconstituição de um triceratops, usada no filme “Parque Jurássico” de 1993. Portanto, Steven Spielberg teve a sua reputação danificada por causa de ter morto um animal extinto ha milhares de anos!!!!!! Certo que ele é um mago dos efeitos especiais mas nao me parece ainda que tenha inventado a maquina do tempo. Mas a verdade é que muita gente ficou indignada com esta atitude do realizador norte-americano, e nao se coibiram de partilhar, como defensores intrépidos da vida animal. E é essa a razão pela qual escrevo este artigo: o efeito propaganda das redes sociais e a fácil repercussão da mentira.
    Quando comecei a usar redes sociais, fiz-lo para me sentir mais próximo dos meus amigos e família, na medida em que fisicamente estou longe. Achei também um importante instrumento de informação e conhecimento na medida em que hoje em dia os utilizadores nao sao so pessoas mas entidades de vários tipos que dao a conhecer o que fazem. Mas com o passar do tempo, a minha opinião foi mudando e se ainda uso as redes sociais, já nao sou tao a favor como era dantes. Isto porque tenho visto coisas que me fazem considerar-las tao perigosas quanto úteis. Perigosas porque sao um instrumento de fácil manipulação e fácil poder de influência, sendo por isso, muito usadas como meio de propaganda, muitas vezes através da partilha de noticias ou imagens falsas. Goebbels teria gostado delas e certamente faria um uso permanente. A noticia sobre Spielberg até é um mal menor porque nao teve efeitos muito danosos e até certa medida faz rir porque mostra o lado absurdo das partilhas sociais na medida em que as pessoas parecem distraídas, talvez cegas pelo radicalismo do bem (do qual vou falar melhor mais à frente) ou então é pura e simples ignorância. Mas, por vezes, a mentira tem efeitos graves  tal como a verdade baseada na intriga. Se a internet serviu para aproximar o mundo, também serviu para afastar as pessoas de valores que hoje parecem em desuso. E digo isto porque infelizmente, vejo cada vez mais nas redes sociais, situações constrangedoras e perigosas, mesmo contra a vida de pessoas. Por exemplo, de certeza que já ouviram falar do bullying. Ora, as redes sociais sao agora usadas muitas vezes para uso dessa pratica como forma de vingança. Li uma vez que nos EUA uma adolescente se suicidou porque o ex-namorado pôs fotos dela, despida, a circular na internet. Ela nao aguentou a forma como foi tratada pela maioria das pessoas, de uma forma humilhante e insultuosa e pôs um termo à sua vida. Ao ex-namorado, talvez porque nao lhe importasse ou porque nao medisse as consequências do seu acto, pouco lhe importou o seguimento, que acabou assim por ser trágico. 
     Por vezes porém, até o acto de procurar o bem pode ser prejudicial. E a isto chamo o radicalismo do bem. Penso que nos tempos actuais, e principalmente na juventude, existe uma radicalização das consciências, tanto para o bem como para o mal. As pessoas, querendo fazer o bem, porque sentem-se preocupadas com o que as rodeia, porque conhecem a injustiça que lhes invade os corações e porque sentem-se de consciência tranquila consigo próprias, acabam por fazer mal e pior ainda atrair a vontade do mal. Basta ver imagens e ler certos comentários que denotam um grau de violência enormes e de radical corte com aquilo que nao concordam. Um exemplo concreto e recente sao as reacções ao que se passa agora em Gaza. Em primeiro lugar, já perdi a conta ao numero de fotos falsas sobre esse problema. Fotos de bebés mortos, supostamente vitimas de ataques israelitas, mas que na verdade sao fotos da Síria. Tudo serve para denunciar, mesmo mentir. Depois, claro e como reacção é preciso ler os comentários. Cada um deles, pior do que o outro. De ambos os lados, fala-se em vingança, destruição, mortes numa escalada sem fim  e que parece cada vez mais difícil de parar.  Ora, tudo isto é péssimo para um conflito que já dura tempo demais!      
      O radicalismo do bem também serve para criar nas pessoas uma falsa auto-sensação de heroísmo e também altruísmo porque ao partilharem aquilo que consideram grave, sentem-se como se tivessem feito algo de muito importante e numa espécie de moral radical que nao permite o perdão.  Por exemplo, aparecem por vezes fotos e vídeos de maus tratos a animais com legendas a pedir a morte dos autores e comentários inflamados cheios de ódio  contra uma situação injusta.  Ora, creio que apesar de nao se negar a preocupação com a sorte dos animais e da natureza em geral, nao se pode porém entrar por caminhos bravos que alimentam o ódio e dao uma imagem deveras preocupante desta juventude moderna. A vontade de denunciar é tao grande, que nao olham nem à origem nem ao conteúdo, acabando assim por partilhar mentiras cheias de violência. Muitas vezes, portanto a intenção é boa,  o problema é que o resultado acaba por ser contra-producente. 
      Também e como toda a gente sabe a internet é o meio de comunicação mais democrático de todos, pois permite que toda a gente se exprima por igual. Ora o lado negativo disto é que muitas pessoas, organizações e movimentos aproveitam para partilharem as suas mentiras, as suas interpretações mentirosas da historia e justificativas de correntes polémicas e irresponsáveis. Por isso torna-se muito importante separar a verdade da mentira. Ora,  num mundo moderno onde se nota cada vez mais, um desinteresse pelo conhecimento, nao é de admirar que muitos jovens aceitem tudo o que vêm e lêem como um facto adquirido, sem sequer duvidarem. O que é muito triste e muito perigoso.
     Para terminar, um outro exemplo de mentira recorrente que nao suporto é o uso indevido de imagens e de campanhas de solidariedade para a obtenção de outros fins. Um exemplo: ha pouco tempo, uma amiga partilhou no facebook uma imagem duma criança com cancro e onde se dizia que por cada “gosto” recebido, ela iria receber dinheiro para o tratamento. Fui verificar a veracidade da historia e descobri que a foto já tem pelo menos 2 anos e que o pai ficou espantado quando viu a foto da sua pequena filha usada numa suposta campanha de solidariedade. Na verdade, o objectivo era apenas obter gostos para a pagina do facebook que partilhou essa foto , além de que ela, embora tendo estado doente, nunca padeceu de cancro algum. Temos, assim um exemplo, entre muitos da falta de escrúpulos  de pessoas que tudo fazem so para obterem  uns míseros gostos.
      Tendo em conta que o uso das redes sociais para vingança, para fazer o bem sem olhar às consequências, para espalhar a mentira e a calunia e para fazer um uso abusivo e desrespeitoso com intenções, esta cada vez mais presente no dia a dia, vejo com muita preocupação os valores que dominarão a sociedade no futuro. Por este caminho, nem uma brincadeira poderá ser partilhada sob pena de ser mal interpretada e usada de forma abusiva e radical. Que o digam Steven Spielberg e a pessoa que partilhou a sua foto!                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                  
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s