Extremistas e a reacção à série “Cosmos: Uma Odisseia espaço-temporal” – Sempre a olhar para trás.

Estreia de ‘Cosmos’ provoca revolta de grupos religiosos – TV & Media – DN

     Um dia, Santo Agostinho adormeceu e teve um sonho onde numa praia via um menino a encher um balde com agua do mar e a despeja-la num pequeno buraco feito por si na areia. Intrigado, Santo Agostinho perguntou-lhe o que ele estava a fazer. O menino respondeu entao que ia colocar toda a agua do oceano naquele buraco. O Santo sorriu incrédulo e disse-lhe que era impossível fazer isso. Entao o menino respondeu determinado: é mais facil encher este buraco com toda a agua do oceano do que compreender os mistérios de Deus.
     Agora pegando nesta historia, apetece-me dizer: é mais facil encher um buraco com toda a agua do oceano do que compreender os mistérios da irracionalidade extremista. De facto, penso que talvez seja impossível compreender porque talvez nao tenha explicação. Nao ha fundamento em justificações baseadas sempre nas mesmas historias escritas ha vários séculos, sem ao menos uma avaliação imparcial e um estudo sério dessas historias. Como é possível que o mundo tendo evoluído tanto e que tantas mudanças tenham ocorrido ao longo da historia desde os tempos pré-históricos até à actualidade, ainda haja pessoas que teimam em continuar fechadas num casulo de ignorância sem ao menos tentarem abrir os olhos para a lógica? A lógica que sempre é mais séria do que qualquer historia da criação em sete dias. A própria igreja já explicou que esta historia e outras que aparecem na Bíblia nao sao para serem interpretadas literalmente mas sim para serem vistas à luz da época em que foram escritas. Naqueles tempos, com o pouco conhecimento que havia e os pobres métodos de investigação, nao é de espantar que as pessoas acreditassem, na sua maioria nas explicações simplistas da Bíblia como algo real e adquirido; mas agora com tanta demonstração de conhecimento cientifico e onde a falta de meios para a cultura e a sabedoria já nao pode ser vista como desculpa, é bastante difícil de perceber como ha gente que ainda põem em causa tudo o que se descobriu até agora. 
     Imaginemos um mundo sem ciência e onde o triunfo do extremismo religioso fosse pleno, ao longo da Historia. Nao teria havido muitos dos cientistas gregos e árabes; as obras de Copérnico, Galileu, Giordano Bruno, Newton ou Kepler nunca teriam existido; os átomos de Bohr, Rutherford e outros seriam fantasia; os dinossauros e todos os animais que existiram no passado antes do aparecimento do Homem, seriam vistos como monstros, pois seria a única explicação possível; as viagens espaciais seriam um delírio de pessoas tidas como loucas; a evolução das espécies de Darwin seria uma ameaça enorme para o mundo; o ADN, o genoma e tudo o relacionado com isto nao existiriam pois poriam em causa o trabalho da criação de Deus e no fundo pode-se dizer que a própria vida nao existiria pois recusam a explicação cientifica e lógica da vida em nome de um texto que explica tudo de uma forma tao simplista e sem seriedade objectiva. Como seria fácil explicar tudo se tudo fosse realmente assim. Deus criou o universo, criou o mundo, criou as estrelas, criou o dia e a noite, criou a natureza e os animais e criou o Homem. E tudo acaba assim. Tudo se explica porque Deus foi a causa. E o que fazer de tudo o que se passou em milhares de anos desde a origem até aos nossos tempos? Como explicar tudo isso que é quase impossível de imaginar numa linha do tempo? Nao é presunção e cegueira a mais pensar que tudo o que existe actualmente foi criado em sete dias? Que o universo e a vida foram sempre  assim e nunca houve evolução? O extremismo é sempre perigoso e o extremismo religioso é o mais perigoso porque é algo baseado na crença no invisível, fora do perceptível e sempre passível de leituras extremadas e ameaçadoras provocadoras de violência e guerra. 
Anúncios

4 thoughts on “Extremistas e a reacção à série “Cosmos: Uma Odisseia espaço-temporal” – Sempre a olhar para trás.

  1. Oi, Bruno!Estava com tanta saudade deste cantinho!Quanto ao texto, realmente o raciocínio lógico-matemático, quando “ligado”, pode mudar o mundo; todavia, com o fundamentalismo à solta, fica-se estagnado em poças gosmentas, vendo o mundo `as sombras distorcidas. O aumento nos anos de escolaridade favorecem sobremaneira a aquisição e desenvolvimento da lógica, contudo não são suficientes quando há todo um contexto desfavorável no entorno.E viva a evolução,Abraço Brasil procê.

    Gostar

  2. Ola. Concordo consigo e tao importante como o aumento dos anos de escolaridade é o gosto pela escolaridade. Se os estudantes nao tomam gosto por aprender e sentem-se na escola obrigados entao é muito dificil criar uma geração com cultura e com uma visão mais alargada do mundo. Infelizmente esse contexto desfavorável esta muito por cima agora.

    Gostar

  3. Irmão, gostei muito do teu texto. Tem, no entanto, alguns pontos que podem ser atacados por mentes intelectualmente desonestas ou ignorantes, como por exemplo, quando falas em crenças no invisível. Percebo perfeitamente o que queres dizer mas, literalmente, a teoria atómica e a física das partículas pode ser encarada como uma “crença no invisível”, não sei se me estás a entender? Naturalmente que o que realmente separa o conhecimento científico da forma como os “grunhos” entendem o mundo é o método que os guia. No último caso não existe, simplesmente, um método racional. É a pura aceitação acrítica e acéfala da palavra escrita num livro há mais de 2 milénios passados. Na minha opinião, depois de ler a Bíblia ou outro texto similar, concluo que Deus pode fazer nascer um pessegueiro no cu do Putin (não seria, de todo, má ideia) ou no cu de quem ele quiser. Mas isto é uma conclusão lógica que, muito naturalmente, não será entendida pelos religiosos convencionais.

    Gostar

  4. Obrigado pelo comentario, sempre com uma pertinência mordaz e satirica de fazer inveja ao Bocage :). Quanto aquilo da “crença no invisivel” e da teoria atomica e fisica das particulas desculpa mas nao entendo. Sera porque sao particulas infinitamente pequenas e quase impossiveis de detectar? Se nao me engano.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s