E chegou a vez do Brasil!

   

         Nesta sequência de manifestações que tem atravessado o mundo desde as revoluções nos países árabes até ao descontentamento na Turquia, passando pelos protestos anti-austeridade no sul da Europa ou ainda a força da rua em países como o Canada ou Chile ,  chegou agora a vez do Brasil. Motivados pelos pretextos do aumento do preço dos transportes e dos gastos para o mundial de futebol de 2014, o povo brasileiro saiu à rua, gritando também uma mistura de desilusão e fúria contra também a corrupção e a violência policial. Tal como aconteceu na Turquia, os brasileiros aproveitaram um motivo para extravasarem os protestos a outros motivos, que na realidade sao a razão principal dos protestos, mais do que aquele a que deu origem toda esta multidão nas ruas.
       Antes de mais, creio que o que se passa no Brasil, é uma influência das manifestações referidas anteriormente noutras partes do mundo. Num mundo globalizado, unido pela internet e pelas redes sociais, nao é de espantar que os acontecimentos na Turquia, Grécia, Espanha, Portugal e antes nos países árabes, tenha influenciado o povo brasileiro a sair à rua. A internet deu voz ao povo, como nunca antes tinha acontecido e o povo tem aproveitado essa oferta da tecnologia moderna para protestarem contra tudo aquilo que lhes tem destruído as esperanças ao longo dos anos. Apesar do Brasil ser um país com uma tendência ascendente e portanto diferente do que se passa, por exemplo na Europa, sofre ainda de muitos problemas que teimam em nao ser resolvidos por quem devia. Considerado uma espécie de subcontinente, carrega em si os contrastes inerentes a esse estado e isso faz dele um país dividido entre o melhor e o pior. O melhor? As maravilhosas paisagens; a tolerância entre culturas, raças, religiões; o espirito optimista da juventude, a dinâmica económica e social que faz do Brasil uma futura potência mundial. O pior? A corrupção que grassa como uma praga na política; a enorme desigualdade social que faz com que  nao exista classe média (embora agora tenha recomeçado a renascer); a violência policial e a corrupção na justiça. E é contra isto tudo que o povo protesta. Porque o Brasil é um país com futuro mas é um futuro na corda bamba. A tal dinâmica vai por o país na agenda mundial e isso vai trazer benefícios, mas esses benefícios podem ser de nulo aproveitamento para a generalidade do povo brasileiro, se o país nao entrar em mudanças profundas. Isto é, nao pode um povo inteiro trabalhar, para no fim so alguns aproveitarem desse trabalho.
     Posto isto, importa dizer que penso que, se as ruas cheias sao um sinal importante que o poder deve ouvir, tem pouca utilidade para mudar as coisas. é preciso muito mais do que o povo na rua. Depois, isso pode ser e é por vezes contraproducente por causa de grupos de anarquistas e extremistas que nao fazem outra coisa que destruir e espalhar o caos. Creio que para se reivindicar, ainda por cima, coisas a que se tem direito, é totalmente desnecessário entrar em violência.
     Infelizmente, tudo o que se passa no Brasil actualmente, parece-me que se vai desvanecer com o tempo e para o ano por alturas do mundial ja ninguém vai pensar na corrupção, pois vai tudo estar virado para a canarinha. Isto porque nao ha um sistema organizado, um plano e o descontentamento apenas pode ajudar mas nao cria mudança. Seja como for, o alarme esta a tocar e mesmo que pare, os políticos brasileiros nao podem ignorar o seu som nas bocas de quase 200 milhões de pessoas!

Anúncios

2 thoughts on “E chegou a vez do Brasil!

  1. Salam,

    seu texto é excelente porque reflete a realidade.
    E pensar que vários movimentos começaram numa primavera…árabe.
    Por aqui, enquanto os policiais eram encurralados numa rua, por esrarem desarmados, outros atiravam de AR-15. De um lado, um policial foi espacado por vários vândalos numa cena tenebrosa. Por outro lado, pesoas foram presas aleatoreamente, pois até um cadeirante (ele não tem as duas pernas) que ia do trabalho para sua casa, foi preso. Aí os advogados dos Direitos Humanos o retiraram dessa “prisão” totalmente inadequada.
    O caos foi grande. No meio da rua “gato virava lebre e lebre virava gato”…E quinta-feira tem mais.

    direto das ruas do Rio,
    Denise.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s