Bangladesh – 610 vitimas do capitalismo selvagem!

     A noticia da derrocada de um prédio em Bangladesh no final de abril, chocou o mundo. E maior foi o choque à medida que os dias iam passando e o numero de vitimas ia aumentando. Pessoas, muitas mulheres e crianças, que tentavam combater a grande pobreza, sujeitando-se a condições extremas de trabalho pagas com vergonhosos salários. Pessoas que iam ganhando um pouco para disfarçar a fome e a miséria, dentro dum sistema de escravidão moderna onde se trabalha nao so para o patrão mas para toda a sociedade consumista ávida de novidades, sedenta de lucro. Essa sociedade que parece nao ter consciência do sacrifício que significa as roupas que se vêm nas lojas, que parece nao ter noção de que ha um outro mundo onde milhares de pessoas que nunca atingirão o nível de vida das pessoas que nela vivem, trabalham sem direitos, para satisfazerem os caprichos delas. Essa sociedade onde empresários e grandes marcas da industria têxtil procuram num ritmo louco, puxado pelo consumo doentio, produzir sempre mais gastando o menos possível. Marcas como a “Mango” ou a “El Corte Inglés” que ditam a moda nos países industrializados e a servidão nos países pobres. E isto é o capitalismo selvagem. Mais consumo, mais produção, mais trabalho sem direitos e com mais restrições! Aproveitam-se as grandes marcas dos baixos custos, aproveitam-se os empresários locais desses países em desenvolvimento para obterem lucros sacrificando coisas tao básicas como a segurança dos trabalhadores e aproveitam os consumidores para comprarem mais barato. Quem é que nao aproveita? Os pobres desgraçados que trabalham horas e mais horas e arriscam-se a acidentes a toda a hora. So no Bangladesh, durante os últimos 15 anos, 600 pessoas morreram e 3000 mil ficaram feridas em acidentes em fabricas no país. Sao números que deviam dar que pensar e reflectir sobre um dos rumos que o mundo esta a tomar. 
Anúncios

2 thoughts on “Bangladesh – 610 vitimas do capitalismo selvagem!

  1. Salam, escriba!

    Gostei muito da frase: “Pessoas que ganham pouco para disfarçar a miséria” Um fato que ocorre aqui no Brasil também, pois trabalham como escravos e o que ganham é somente para “disfaraçr a miséria” mesmo.
    O capitalismo torna o homem um ser não humano.
    E sua reflexão final mostra o quanto nosso planeta está doente, carente de altruísmo.
    Hoje, por exemplo, um rapaz passou com o carrinho de compras por cima do meu pé e, pasme!, ainda disse assim: “Anda logo, está passeando?
    Em primeiro lugar, quem anda correndo desesperado dentro de supermercados é louco, não?
    Bem, eu o segui, sem que ele percebesse, e depois disse a ele que me devia desculpas…E ele se desculpou.

    Gostar

  2. Ola

    Essa sua historia final é um bom exemplo do que eu também vejo por ca: uma juventude alienada pelo consumismo, sem valores, egoista. Uma juventude que me faz temer pelo futuro da sociedade. Por outro lado, sei que nem todos sao assim e portanto é preciso analisar profundamente uma sociedade jovem e nao so ficar pelas aparências.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s