Uma passagem pelo mundo árabe. (3a parte)

    Nao sendo eu crente, nao deixo de ser curioso e por conselho de uma grande amiga minha, fui visitar a quarta cidade santa do Islão e também património mundial da UNESCO, com destaque para a sua belíssima grande mesquita. Mas Kairouan, a tal cidade, também é conhecida pelos seus tapetes e foi por ai que comecei ao visitar uma loja onde a bela arte feita à mao deleitava os meus olhos.

Depois sim, entrei na grande mesquita. Isto é, no pátio pois que na sala de orações nao me era permitido por eu nao ser muçulmano. O que mais me chamou a atenção foi o imenso silêncio, mesmo no grande espaço aberto do pátio. Se a Medina é um local onde o barulho impera, ali é a antítese completa. Se calhar podia ter aproveitado para reflectir e pensar sobre a minha vida, pois que servia bem para isso mas tinha outros dois  sítios a ver e depois outra cidade. Os dois sítios eram a mesquita das três portas e o mausoléu Sidi Abid el Ghariani. No primeiro, é proibida a entrada e por isso so pude ver o exterior. No segundo pude ver mais pormenorizadamente o refinado da arte islâmica e a sua riqueza gráfica.


   Kairouan, cidade santa, longe do frenesim e do stress de Tunes, por exemplo, vive num tempo demorado ao sabor do pensamento e da leitura. Ali sente-se o sossego do local, apesar do sempre presente comércio nas ruas. E nas ruas vazias e nas casas tradicionalmente pintadas de branco e azul, quase que se podia imaginar o mundo contemplativo da noite. E depois da cidade santa, uma viagem à historia romana!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s