Sobre o filme "WADJDA" de Haifaa Al Mansour

      Fui ontem ao cinema ver um filme saudita. Tratou-se de “Wadjda” e conta a historia de uma menina que quer ter uma bicicleta e decide participar num concurso de recitação do Alcorão com a intenção de ganhar dinheiro para a comprar. Mais do que o filme em si, foram outros os factores que me levaram a ir vê-lo. Em primeiro lugar o facto do filme ter sido feito num país onde nao existem salas de cinemas e em segundo lugar e principalmente, o ter sido o primeiro feito por uma mulher (Haifaa Al Mansour*) na Arábia Saudita. Claro que as boas criticas que ele tem recebido, também pesaram na minha decisão, mas sabendo que a sociedade saudita é muito restrita quanto à proibição do cinema e quanto à separação de sexos, fiquei curioso em tentar compreender como é que este filme tinha, de certo modo, quebrado dois dogmas tidos como inquebrantáveis da sociedade saudita. E digo de certo modo, porque importa dizer que o cinema continua proibido neste pais. Assim Haifaa Al Mansour nunca poderá ver o seu filme no seu pais. A nao ser que as coisas mudem, durante o seu tempo de vida. De resto, o filme parece querer  mostrar um mundo talvez um pouco idílico, estranho nos seus costumes mas de resto igual ao nosso. Vemos as crianças a brincar como outras crianças noutras partes do mundo, vemos as pessoas nas ruas ou nos centros comerciais, vemos nas aulas, vemos os problemas em casa, enfim tudo igual ao que se passa noutros povos. Estranhamos a separação entre homens e mulheres dentro da própria casa, quando  o homem recebe convidados, estranhamos as mulheres que dentro de casa vestem-se como ocidentais mas fora cobrem-se da cabeça aos pés com o véu negro, estranhamos a moral exagerada imposta na escola por um sistema extremamente influenciado pela religião. Tudo coisas, que como já disse noutras ocasiões, fazem lembrar a nossa sociedade uns séculos atrás; mas à parte essas diferenças difíceis de entender para nos, todo o resto é um conjunto de vidas com os mesmos desejos, sonhos, medos, angustias e paixões iguais à nossa sociedade. E aqui reside, aquilo que para mim é uma das fraquezas do filme, porque da a sensação de que, à parte certas coisas, tudo o resto é afinal igual a nos. E no entanto bem sabemos que em certos aspectos, principalmente no que toca aos direitos das mulheres, a sociedade saudita esta longe de ser idílica.
     Por outro lado o filme parece um pouco uma propaganda ao islamismo, sobretudo nas varias cenas de recitação ou de oração. Talvez isto tenha contribuído muito para que Al Mansour pudesse fazer o filme no seu país. Mas desenganem-se aqueles que possam pensar que o filme é fastidioso. Por vezes nas historias mais simples estão os filmes mais surpreendentes! Na aparência o filme nao tem nada de subversivo ou revolucionário, mas o próprio facto de ele existir já é um sinal de mudança e depois nao é a própria personagem de Wadjda com o seu ar de criança traquina, uma espécie de idealização de um futuro mais igualitário entre homens e mulheres?

* Haifaa Al Mansour-Wikipédia (em inglês)

Nota: Nao sei se este filme estreou em Portugal mas era bom que os responsáveis pela distribuição e exibição de filmes estivessem mais atentos a filmes como este em vez de outros com muita acção e pouco sentido.

Anúncios

4 thoughts on “Sobre o filme "WADJDA" de Haifaa Al Mansour

  1. Ótimo domingo, Bruno!
    Me apresentando mais uma mulher forte… adoro-as.
    Em minha infância na roça, as mulheres casadas sofriam este sexismo – em plena década de 70, não usavam calça comprida, nem vestido sem mangas ou mostrando joelhos, os cabelos eram longos e presos em coque.
    As solteiras eram mais soltas, mas não tanto…
    Abraço do sudeste brasileiro.

    Gostar

  2. Ola e optimo domingo também pra si!

    Aqui em Portugal no tempo do Salazar também foi igual e lembro-me de minha mae dizer que as mulheres tinham de usar lenço na cabeça dentro das igrejas. Enfim coisas que parecem inventadas mas que infelizmente eram verdade.
    Abraço!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s