A autonomia perigosa dos robots.

Human Rights Watch quer proibir robôs de guerra autónomos antes de eles existirem – Mundo – PUBLICO.PT

     
     Quando li o titulo desta noticia, pensei que seria um exagero da HRW e que nao havia motivos para prevenções alarmistas sobre possíveis catástrofes na, já de si catástrofe da guerra. Mas a tecnologia avança rapidamente, por vezes mais rápido do que o bom senso o deveria permitir e depois de ler a noticia, a ideia da HWR nao é tao desprovida de lógica, como se possa pensar. Esta noticia faz-me lembrar um artigo que li ha muitos anos, numa revista onde se falava de ideias e projectos de novos equipamentos e armas que poderiam provocar a derrota do inimigo, sem que houvesse baixas mortais dos dois lados. Nao acompanho muito a evolução de tudo o que é ligado ao meio militar, mas creio que tudo isso ainda nao saiu do papel. Trata-se no fundo do velho sonho de fazer guerras sem sacrificar vidas humanas. Sonho de lideres militares que assim pensam humanizar o combate sem desistirem das suas conquistas. A guerra passaria então a ser verdadeiramente um jogo, pois que perderia em muito o seu sentido trágico. Mas a realidade diz-nos que, na maior parte das vezes, as boas intenções (pelo menos em parte pois que a guerra nunca deixa de ser um conflito) nao passam de utopias.
    Ora a ideia dos robots de guerra autónomos nao seria ma pois que tem como objectivo poupar à morte, os soldados, e atingindo alvos militares, querendo com isso poupar-se vidas civis. Mas as coisas nao sao tao simples assim e como se prova pelos drones norte-americanos usados, por vezes, a eficácia acaba por ser contra-producente na medida em que inocentes sao atingidos por essas maquinas de morte. Por isso tem razão de ser o receio da HWR. Nao acredito muito naquele futuro apocalíptico, onde os robots controlarão a Terra, ao revoltarem-se contra os seus criadores. Ainda parece-me muita fantasia de ficção cientifica. Mas como disse no inicio, a tecnologia avança muito rápido, principalmente nestes tempos, e muitas vezes sem controle. Sempre à procura de ultrapassar-se a si próprio e às suas capacidades com as sempre crescentes novidades, o Homem facilita a vida mas desumaniza o seu coração. Por isso a HRW, nao deixa de ter razão. Os robots autónomos, além de perigosos como maquinas fora de controle, fazem, os soldados, esquecer o valor da vida humana, pois que estes estao distanciados do conflito. Pode dizer-se que a guerra nunca se pode humanizar ou ser atenuada na sua tragédia. Em vez de apostar em robots que nao  excluem o erro, é melhor apostar em acabar com o erro da guerra.

Anúncios

3 thoughts on “A autonomia perigosa dos robots.

  1. Bravo, Bruno!
    Prefiro não pensar em robôs, todavia penso nas mulheres e crianças vitimadas enquanto e no pós-conflito…
    No mais, já li que nano-robôs podem vir a ter poder de se replicarem.
    O erro da guerra se esbrange devido ao erro do poder.
    Abraço brasileiro.

    Gostar

  2. Salam, Bruno!

    Gostei muito do seu texto e do trecho “O homem facilita a vida, mas desumaniza o coração”. E o coração é o órgão mais importante, pois é de lá que saem as ações sejam boas ou más…O cérebro só as comanda…Imagine um coração árido (mais que o deserto), o que brotará dele?

    Eu li suas cartas ao Hamas e aos líderes de Israel, sim. E penso que funcionaram as suas intenções sinceras de PAZ. Observe que o conflito deu uma trégua. Só espero que a harmonia volte.
    Diz-se por aqui pleo Brasil, que para todo problema há uma solução. Só resta alguns irmãos de Israel da Palestina acreditarem nisso.

    Mas, o mais importante nisso tudo, é a esperança e coragem, mesmo que um só coração aspire e lance seu desejo ao Universo e, quem sabe, ele não conspira a favor?

    Muita Paz, Bruno, Salam! Shalom!

    Gostar

  3. Ola!

    Obrigado uma vez mais. Quanto às cartas, obrigado também por me fazer acreditar que os meus esforços sao bons mas eu sei bem da realidade. Escrever o meu blog nao resulta em nada a nao ser em perda de tempo. Porque nao desisto? Porque vivo na utopia de que é um blog util. Enfim, fosse a ingenuidade dinheiro e eu era rico.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s