Em português ou em inglês? Discussão inútil!

   “David Fonseca e Legendary Tigerman indignados com afirmação de Vitorino: “Quando um português canta em inglês fica tristemente ridículo”.

      E aqui esta mais uma vez, uma polémica antiga, tao inútil quanto absurda. Antes de mais devo dizer que gosto, como é obvio, da língua portuguesa, mas desta vez tenho de dizer que o Vitorino esteve mal.  Penso que, ele é um grande artista e um grande símbolo da musica portuguesa mas aqui enganou-se ao tomar a defesa da nossa língua nacional com um argumento que nao é mais do que um preconceito sem razão de ser. Esta eterna discussão sobre o cantar em português ou inglês, e que parecia já ultrapassada, nao é mais do que um sentimentalismo bacoco e que mostra o quanto os portugueses têm dificuldades em abrir-se ao que é novo. Tomemos o exemplo do Festival da Eurovisao. Nos últimos dez anos, so por uma vez a canção vencedora foi cantada na língua do pais de origem: o sérvio. Todos os outros anos foi em inglês. Depois a língua portuguesa  é boa para cantar, mas falta-lhe certas características da língua inglesa que fazem com que esta seja mais apropriada para o canto: a sua musicalidade, a sua facilidade em ser aprendida, o facto de ao mesmo tempo ser a língua mais falada no mundo, a estrutura das suas palavras que parece que mesmo a declamar um poema, parece que se esta a cantar, etc. Por outro lado, a língua portuguesa é muito melhor para ser declamada devido ao ritmo lento e entrecortado das suas palavras. Também por isso, o português funciona bem no hip-hop por exemplo, onde se declama mais do que se canta. Nao é por cantar em português que uma canção vai ser melhor do que as outras e a sua qualidade depende somente da qualidade da composição e da letra, nao da língua escolhida. Ha muita musica boa cantada em português, como também o ha em inglês e nao é por uma suposta invasão deste idioma que vai deixar de haver quem cante em português.
      Quanto à divulgação de artistas portugueses nos grandes festivais, é certo que podia haver mais, mas também é verdade que no momento actual nao ha muita escolha e muitos dos grandes artistas cantam tanto em português como inglês. Os que cantam exclusivamente em português ou sao artistas consagrados como o próprio Vitorino, Sérgio Godinho ou Mafalda Veiga ou artistas de musica “pimba” cuja qualidade deixa muito a desejar, e claro estes, que eu saiba, nao sao convidados para os grandes festivais de Verão. O facto é que escolher cantar na nossa língua-mae ou em inglês é uma opção pessoal onde para alguns acaba por ser acertada e para outros nao. E quanto ao argumento de patriotismo e orgulho nacional, nao é por cantar em inglês que alguém deixa de ser português ou ama menos a sua língua e pais. Pior imagem do que cantar em inglês é cantar mal em português, musicas de baixíssima qualidade. Nos temos, uma facilidade surpreendente para aprender línguas estrangeiras e devemos ter orgulho nisso e nao recusar esta nossa qualidade com o argumento de que o cantar em português é que é patriótico. Enfim, discussões sem sentido, quando ha coisas mais importantes a debater.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s