E o desporto em Portugal?

       Ao contrario do que muita gente pensa, desporto e cultura andam ligados e o desporto pode mesmo servir para verificar o nível de cultura de um pais. Quanto mais variada for a pratica de desporto e quanto mais for visto como um meio de desenvolvimento social e humano, então é porque em principio o nível de cultura do pais é grande. Digo isto a propósito do que se passa em Portugal, onde é vergonhoso a forma como o desporto é visto e onde os resultados puderam ser vistos nos jogos olímpicos de Londres, que terminaram no domingo passado. Muita razão teve o Comandante Vicente de Moura quando disse que o que se passou em Londres foi um espelho do desporto português que so acorda quando aparece algum fora-de-série. E de facto é isso que se tem passado. De Los Angeles/84 até este ano, Portugal so falhou a conquista de medalhas por uma vez em Barcelona/92. Mas também desde Los Angeles, os feitos desportivos provêm mais dos esforços pessoais dos medalhados e finalistas do que apoio exterior. E isto é a prova mais do que evidente, de que o desporto em Portugal, é visto como uma coisa menor, que nao merece interesse, ou que so merece quando da medalhas e dinheiro. Trata-se de uma situação de por a carroça à frente dos bois. Pede-se medalhas para se facultar apoio, quando devia-se primeiro dar apoio para criar condições pela luta de medalhas. E o irónico é que apesar das medalhas ganhas, o apoio nunca é aquele que devia ser. Portanto é duma pobreza confrangedora e inexplicável, esta constante falta de visão desportiva das pessoas com poder em Portugal, seja ao nível publico ou ao nível privado e que já dura ha muito tempo. Mas ha outras razoes para que o desporto seja tao mal visto em Portugal.
       Além do que já falei antes, existe também a culpa dos meios de comunicação social, que insistem em por o futebol num pedestal, quando na verdade, o futebol nunca ganhou nada de importante (excepto nos clubes), tendo, ainda por cima, em conta os apoios financeiros que este desporto recebe. Existe por isso um exagero na forma como os jornalistas se referem ao futebol, quando podiam muito bem dar o destaque merecido a outras modalidades.
       Outro motivo da fraqueza do desporto português é a sua relação com a educação. No nosso sistema   educativo, o desporto é visto quase como “algo a mais”. As escolas têm como um dos objectivos, criar futuros cidadãos, conscientes das suas responsabilidades, humanistas, com um sentido de respeito, com honra e dignidade e isso faz-se, nao so através da parte mental mas também da parte física, pois que  ambas sao inseparáveis em cada um de nós. Ora se nao existir educação desportiva como deve ser, como é possível haver futuros campeões?
     Ainda outro motivo é a constante falta de ambição portuguesa e que foi bem visível nestes últimos jogos de Londres. Foi lamentável a constante felicitação de cada vez que alguém ganhava um diploma, como se um diploma fosse mais importante do que uma medalha. E este ano até tivemos menos finalistas do que em edições anteriores. Ora isto nao foi mais do que uma tentativa de disfarçar o fracasso da participação portuguesa em Londres. Este fracasso foi também mais acentuado por causa das expectativas criadas em alguns desportos, mas que como sempre, acabam por desiludir. Falo especialmente do tiro e do judo onde ha sempre atletas com vários títulos internacionais, mas que depois nos jogos fazem zero. O caso mais famoso é o de Telma Monteiro que mais uma vez defraudou as expectativas. Embora, e aqui faço um parênteses, o caso desta atleta parece-me ser um caso de fraqueza psicológica olímpica. Chamo assim porque é um caso de alguém que é muito boa no seu desporto mas que nos jogos olímpicos nunca ganha nada. Existem mais casos iguais e como exemplo posso dar o de Manuela Machado que foi campeã mundial e europeia da maratona, mas que nunca ganhou a maratona olímpica. Voltando ao assunto da falta de ambição, é certo que os menos culpados sao os atletas no que toca às condições de preparação  mas isso nao pode servir de desculpa, de cada vez que o resultado nao é o desejado. Na verdade, para alguns já é bom estar nos jogos olímpicos, o que é um tipo de discurso com, pelo menos, 50 anos de atraso pois que, hoje em dia, ninguém vai aos jogos para fazer turismo. Ha no entanto a salientar que nem tudo foi mau e que alguns atletas, além dos medalhados na canoagem, merecem os parabéns. Gostaria de destacar apenas Clarisse Cruz, a equipa masculina de ténis-de-mesa e Luciana Diniz entre outros.
     Mas enquanto nao houver um apoio publico e privado consistente e elevado, enquanto houver um exagero na visibilidade do futebol em detrimento de outros desportos e a criação de falsas expectativas por causa de jornalistas ignorantes que falam sempre em medalhas, mesmo quando nao ha favoritismo, criando com isso a desilusão nas pessoas porque estas ficam com a ideia de que os atletas têm obrigatoriamente de ganhar medalhas e nao apoiando futuramente, como deviam fazer, enquanto nao houver uma educação desportiva eficaz e continua, enquanto houver uma total falta de cultura desportiva por parte de um povo alienado pelo futebol e finalmente enquanto houver uma lusitana falta de ambição que infelizmente nos tem caracterizado e nao so a nível desportivo, então podemos esperar mais edições olímpicas de desilusões, talvez salvas por heróis que vao aparecendo e dando umas alegrias ao povo português.

PS: Embora sendo anti-salazarista parece-me que a ideia do comandante Vicente de Moura de recriar a “Mocidade Portuguesa” é vantajosa para o desporto português pois que assim seria possível incutir o gosto pela pratica desportiva aos nossos jovens, nao so ao nível competitivo mas também ao nível da saúde. So talvez o melhor fosse mudar o nome para nao haver a tentação de recriar um dos períodos mais negros da nossa historia.

Anúncios

One thought on “E o desporto em Portugal?

  1. Salam,

    muito interessante a relação que fizeste entre desporto e cultura. Daí a grande importância das Olimpíadas.
    Pena que em Portugal, o esporte não seja tão importante nas escolas, ficando em segundo plano como disseste.
    Mas no Brasil, as academias de ginástica ou de lutas fazem muito sucesso, vivem repletas de gente de todas as idades e também, o povo dança muito por aqui, coisa que é uma atividade e tanto, não? Você dança?

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s