Boicote às eleições e participação política.

    Vi um destes dias no facebook um apelo dos indignados franceses ao boicote das eleições presidenciais que terao lugar no próximo ano. Certas coisas estranham-me e esta foi uma delas. Ao ver as guerras políticas, as questões inúteis que nao levam a nada, os jogos de bastidores e os conflitos, tudo pela sede imensa de poder em detrimento da melhoria de qualidade de vida; nao posso deixar de compreender e de uma certa maneira concordar com aqueles que se revoltam contra a política actual. Mas o problema desta revolta é que entra em tao grande contradição que acaba por ir contra as suas próprias ideias. Assim, por exemplo, e do que eu já ouvi falar, os indignados (sejam franceses ou de outro pais qualquer) defendem uma reforma da política e da democracia. Esta certo que alguns lideres europeus da actualidade sao muito fracos mas boicotar as eleições nao é ir contra a democracia? Pois que uma das características que forma a democracia é precisamente a eleição ou escolha de lideres por parte do povo e portanto se nao ha votação entao nao ha democracia. O sistema pode ser uma ditadura ou uma anarquia mas nunca uma democracia. Portanto é muito estranho e incompreensível quando alguém pede um boicote às eleições. Bem, ha uma excepção. Se por exemplo as eleições sao marcadas por um ditador ou um governo totalitário entao é legitimo que elas sejam boicotadas pois que nao sao nem justas nem igualitárias e portanto nao representam a escolha do povo. Mas a França nao é uma ditadura e por isso nao se compreende este pedido de boicote.
         Numa democracia, um boicote e o desinteresse pela política so ajuda aqueles que a fazem  através de discursos populistas, de festas, de promessas miraculosas e que gostam de manter o povo numa ignorância dissimulada pois que quanto menos se souber, melhor para eles. Dai em Portugal um pais de telenovelas, futebol e reality-shows, dai em Portugal um pais cujos governos  abandonam o ensino e o seu futuro, dai um pais com cada vez menos participantes nas eleições e cada vez mais políticos de carreira com única preocupação que nao seja o poder. Foi este desinteresse pela política que permitiu o aparecimento das ditaduras na Europa nos anos 30 e os resultados todos os conhecemos. Actualmente as forças de extrema-direita têm ganho força na Europa e se bem que seja na minha opinião chegar ao extremo dos anos 30 é sempre bastante preocupante e perigoso para o futuro da União Europeia e da Europa em geral.
       Em democracias nao é com boicotes mas pelo contrario com uma maior participação eleitoral que as coisas avançam. E também através de uma maior requisição para que haja mais referendos pois que é necessário que o povo participe mais na vida e no desenvolvimento do seu pais. Nao sou de acordo que tudo seja referendado mas penso que na actualidade ha muito poucos referendos e isso é mau.

Anúncios

One thought on “Boicote às eleições e participação política.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s