Adeus Mestre!

        Portugal perdeu um grande artista, um grande pintor. A MOESCOR presta uma pequena homenagem a um dos grandes símbolos da nossa cultura: Júlio Resende.

Pássaros (1977) Lar do Comércio-Leça do Balio
Vida em Família (1964) 
Vitral (1972) Domus Institutae, Vagos
Ribeira Negra (1984) Porto
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s