A nulidade do pressuposto machista.

            Prometi a mim mesmo nao falar de futebol neste meu blogue mas porque de vez em quando as circunstâncias assim o exigem vou fazer aqui uma rarissima excepção (antes so tinha falado uma vez).
            Acabou ontem o campeonato mundial de futebol feminino de selecções A na Alemanha. Vi alguns jogos e posso dizer que o campeonato foi de um nível altíssimo. A final foi dos melhores jogos de futebol que já vi incluindo mulheres e homens. Houve poucas paragens, pouca indisciplina e no futebol feminino joga-se para ganhar e nao para perder. O futebol é mais ofensivo, mais alegre e na técnica também é muito bom. Em suma, um mundial inesquecível. Agora, onde é que eu vi os jogos? Nao foi nos canais portugueses como é obvio mas sim num canal francês. E obvio porquê? Porque incompreensivelmente o futebol feminino continua a ser tratado em Portugal como coisa insignificante. Apesar de em Portugal a igualdade entre sexos ter melhorado muito desde 1974, ainda ha vestígios de uma mentalidade primitiva em que certos desportos, senão a maior parte, nao sao para mulheres. E isso vi, infelizmente em alguns comentários a este campeonato do mundo.
          E no entanto, como evoluiu o futebol feminino português. Se é verdade que antes era de uma qualidade muito fraca, hoje apesar de ainda nao estar ao nível das melhores selecções, teve um desenvolvimento bastante significativo. E nao se trata so disso. Por exemplo, temos jogadoras em algumas das principais ligas femininas do mundo e a capita da selecção A, Edite Fernandes,  é considerada das melhores da liga norte-americana (provavelmente a melhor liga do mundo). Por outro lado em Portugal acontece todos os anos o torneio “Algarve Cup” que é considerado o terceiro torneio de futebol feminino mais importante a seguir ao europeu e ao mundial. E no entanto, qual o destaque da comunicação social para isto tudo? Nada!!! Referências ao mundial? Zero ou no fundo da pagina. Noticias sobre as selecções femininas? So por milagre. Tudo isto vem daquele pressuposto de que se o povo gosta de uma coisa entao dê-se-lhe sempre essa coisa. Isto é se em Portugal o futebol é o desporto-rei entao que se fale so de futebol. Masculino, entenda-se. Mas é um pressuposto completamente errado. Se se começar a dar mais destaque ao futebol feminino bem como a outras modalidades masculinas e femininas, as pessoas começarão a olhar com mais atenção para elas e o seu crescimento sera maior. Haverá sempre os machistas primitivos que no fundo sao fundamentalistas talibans pois que como estes tratam a mulher de uma forma inferior (a única diferença é que os primeiros gostam de as ver descobertas e os segundos gostam de as ver tapadas), mas isso nao é razão para nao divulgar as modalidades esmagadas pelo futebol masculino. E quanto mais divulgação, menos fundamentalistas. 
         No próximo mundial em 2015 no Canada já vao participar 24 equipas. Pois eu tenho a convicção de que Portugal vai la estar e vai ser uma bofetada de luva branca merecidissima nesses machistas que so querem a mulher na cozinha.
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s